“Pensar em China crescendo menos de dois dígitos era terror e pânico”, diz Gustavo Almeida

O analista destacou que ao analisar o gráfico, é possível notar um espaço para um percentual de alta para a Bolsa chinesa se desenvolver
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

De acordo com dados do Departamento Nacional de Estatísticas da China divulgados neste domingo (16), a economia da China cresceu 8,1% em 2021, e acelerou em relação à alta de 2,2% em 2020. 

O analista, Gustavo Almeida, em participação ao Pre market, destacou que nos anos anteriores a 2020, era ruim quando olhávamos para um crescimento na economia chinesa abaixo de dois dígitos. “Pensar na China crescendo em menos de dois dígitos era terror e pânico”.

Sendo assim, embora a China tenha registrado um crescimento robusto frente às outras economias, ainda dependemos de um crescimento mais expressivo do gigante asiático, explicou Almeida. “Para que possamos surfar na carona de seu crescimento, sobretudo, na questão das commodities aqui no Brasil”. 

Por fim, o analista afirmou que ao analisar o gráfico do Índice Xangai Composto, é possível observar um percentual de alta para a Bolsa chinesa se desenvolver,  com um upside em torno dos 28%.

Confira a análise na íntegra:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas