Destaques da Bolsa: Ações da Petrobras fecham em alta; Locaweb cai

Confira os destaques desta sexta-feira (14)
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

O Ibovespa fechou em alta, nesta sexta-feira (14), com os investidores repercutindo o início da temporada de balanços nos Estados Unidos. Além disso, as ações de bancos e da Petrobras deram suporte ao índice. 

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, fechou em alta de 1,33%, cotado a 106.927,79 pontos.

As ações da Petrobras (PETR3;PETR4) registraram alta de 2,10% e 3,73%, respectivamente, após a estatal informar redução na meta de produção de 2022. 

A sessão também foi positiva para os bancos: Banco do Brasil (BBAS3) subiu 2,56%, Santander (SANB11) +1,14% e Bradesco ON (BBDC3) +1,51%. Banco Inter (BIDI11) fechou em alta de 7,92%, liderando as altas do índice. 

BR Malls (BRML3) teve ganhos de 7,01%, após rejeitar proposta de fusão enviada pela rival Aliansce Sonae. 

Locaweb (LWSA3) registrou queda de 4,11% e Positivo (POSI3) perdeu 3,87%. 

Confira os destaques desta sexta-feira: 

Petrobras (PETR3;PETR4) 

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira que revisou para baixo a meta de produção de 2022 por conta da venda de parte dos campos de Atapu e Sépia para a iniciativa privada. Segundo a estatal, a queda será de 70 mil de barris de óleo equivalente (boe) por dia no exercício.

“O início da partilha de produção dos FPSOs P-70 e Carioca, em operação nos campos de Atapu e Sépia, respectivamente, impactará a meta de produção da Petrobras divulgada no Plano Estratégico de 2022-26”, disse a empresa em nota.

A vigência do regime de partilha de produção nos campos, substituindo o regime de cessão onerosa, começa a vigorar no início de maio de 2022. Em Atapu a Petrobras terá 65,68% e em Sépia, 55,30%.

A estatal manteve a previsão de investir US$ 11 bilhões em 2022, que devem incluir mais um sistema de produção em cada um dos campos de Atapu e Sépia.

Minerva (BEEF3) 

A Minerva informou nesta quinta-feira que seu conselho de administração aprovou iniciar estudos para possível migração de sua base acionária para sociedade no exterior.

Com isso, as ações dessa sociedade seriam listadas no respectivo mercado estrangeiro, informou a companhia, maior exportadora de carne bovina da América do Sul.

“Assim, após os estudos, caso a companhia decida efetivamente seguir com o processo, todas as informações pertinentes serão tempestivamente divulgadas aos seus acionistas e ao mercado”, disse a empresa no fato relevante.

BR Malls (BRML3) 

A operadora de shoppings BR Malls disse nesta sexta-feira que seu conselho de administração decidiu, por unanimidade, recusar a proposta não vinculante de fusão enviada pela rival Aliansce Sonae.

A BR Malls diz que a proposta “subavalia, consideravelmente, o valor econômico justo” da companhia e de seu portfólio de ativos, não atendendo aos melhores interesses dos acionistas.

Mais cedo, a Aliansce Sonae anunciou ao mercado que apresentou a oferta de combinação de negócios, confirmando um movimento aguardado desde o final de dezembro.

Pela proposta da Aliansce, os acionistas da BR Malls receberiam 50% da nova empresa mais um pagamento em dinheiro.

*Com Reuters e Estadão Conteúdo 

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Últimas notícias

Matérias relacionadas