Ibovespa vira para positivo nesta quinta

O principal indicador nacional do dia foi o volume do setor de serviços, divulgado pelo IBGE

O Ibovespa virou para alta nesta quinta-feira (13), após abertura negativa, na mesma linha dos índices dos Estados Unidos.

Às 15h56, o principal índice de ações da B3 subia 0,30% aos 106.006 pontos.

Nos EUA, os índices registram sinais mistos. O S&P 500 recua 0,52%, o Nasdaq perde 1,47% e o Dow Jones ganha 0,23%.

O principal indicador nacional do dia foi o volume do setor de serviços, divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O setor cresceu 2,4% em novembro frente a outubro, na série com ajuste sazonal. Com este resultado, o setor está 4,5% acima do nível pré-pandemia (fevereiro de 2020) e no mesmo patamar de dezembro de 2015.

Na comparação com novembro de 2020, o volume de serviços avançou 10%, nona taxa positiva consecutiva. No acumulado do ano, o volume de serviços avançou 10,9% frente a igual período do ano anterior.

Nos EUA, o Índice de Preços ao Produtor avançou 0,2% em dezembro, segundo informações divulgadas pelo Departamento do Trabalho. A Projeção do mercado era de aumento de 0,5%. Em 2021, aumento foi de 9,7%. Essa é a maior variação desde o começo da série histórica, em 2010.

No campo corporativo, o Itaú Unibanco (ITUB4) anunciou contrato de compra e venda de até 100% da Ideal, corretora digital de trading eletrônico e direct market access (DMA), de acordo com fato relevante enviado nesta quinta-feira.

 O valor da transação totaliza cerca de R$ 650 milhões e ocorrerá em duas etapas. A primeira será a aquisição de 50,1% do capital social da Ideal pelo banco, passando a deter o controle da empresa. A segunda, por sua vez, poderá ser exercida após 5 anos, com o Itaú podendo exercer o direito de compra do restante dos 49,9% da companhia.

Ainda entre as empresas, a BRF (BRFS3) assinou um memorando de entendimentos (MOU) com um fundo de investimentos soberano da Arábia Saudita para a criação de uma joint venture, que atuará na cadeia completa de produção de frangos no país.

O valor do MOU contempla investimentos de US$ 350 milhões, e a BRF terá 70% de participação para a venda de produtos frescos, congelados e processados na Arábia Saudita.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas