Petrobras eleva em 200% importações de GNL em 2021, para recorde de 23 mi m³/dia

Anteriormente, o ano com maior volume de importação de GNL havia sido 2014, com 20 milhões de m³/dia

 A Petrobras importou um recorde de 23 milhões de metros cúbicos por dia (m³/dia) de gás natural liquefeito (GNL) em 2021, volume cerca de 200% maior que o registrado no ano anterior, informou a companhia nesta quarta-feira.

O movimento ocorreu em um ano de forte demanda termelétrica, devido a maior seca já registrada em reservatórios de hidrelétricas em mais de 90 anos. A Petrobras importa o GNL de países como Estados Unidos, Trinidad & Tobago e Catar.

“O GNL representou, no mesmo ano, cerca de 30% do total do portfólio de oferta de gás natural da Petrobras, sendo fundamental para suprir as demandas contratadas pelos seus clientes”, disse a empresa.

A Petrobras ressaltou que trabalhou para ampliar a oferta do insumo ao mercado, com iniciativas como o aumento de capacidade do terminal de regaseificação do Rio de Janeiro.

O recorde diário de compras externas de GNL ocorreu em 1º de outubro, com a importação de mais de 40 milhões de m³.

Anteriormente, o ano com maior volume de importação de GNL havia sido 2014, com 20 milhões de m³/dia.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas