“Ninguém está torcendo para o Banco Central errar”, diz analista

O analista destacou que cada 1% de aumento na taxa de juros são R$ 30 bilhões a mais de custo da dívida. 
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Ao analisar a projeção, em que o Brasil pode ser um dos países ou o país que terá a maior taxa real de juros do mundo, o analista da RB Investimentos, Gustavo Cruz, pontuou que é positivo para todo brasileiro que o Banco Central consiga atingir a meta de inflação e reduzir a taxa de juros. “Ninguém está torcendo para o Banco Central errar”. 

Em sua participação ao BM&C News, Cruz destacou que um ponto relevante diante desse cenário, em que a cada 1% a mais na taxa de juros, são R$ 30 bilhões a mais de custo da dívida. 

“Dado que o Brasil tem uma situação fiscal delicada, fica ainda mais complicado atravessar este período”, avaliou o analista. Portanto, pontuou que são mais R$ 30 bilhões que teremos que gastar com a nossa dívida, que não poderão ser gastos com saúde e educação, por exemplo. 

Confira a análise na íntegra:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas