Eleições 2022: “tenho dificuldade de aceitar a tese, em que os candidatos devem caminhar para o centro”, diz analista

O analista destacou que é precipitado fazermos analises concretas nesse momento.
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Levando em consideração as análises de que nas eleições de 2022, os principais candidatos caminharam seus discursos ao centro, o que provavelmente evitaria ruídos, o analista da da Liberta Investimentos, Fernando Ulrich, disse que tem dificuldade de aceitar essa tese no atual cenário.

Em participação ao BM&C News, nesta terça-feira (11), o analista justificou sua dificuldade, em razão dos últimos discursos dos candidatos. “Pelas declarações do Lula e Gleyce Hoffmann, onde afirmam que não haverá cartas aos brasileiros e que não darão atenção aos ruídos do mercado”. 

Nesse sentido, Ulrich pontuou que as políticas adotadas por eles, funcionam apenas em curtíssimo prazo,  ao dar um passo à frente, irão se deparar com os efeitos nocivos, podendo ver reprises de 2014, por exemplo. Por fim, o analista destacou que acredita, “ser difícil dizer que teremos propostas mais ao centro nas eleições de 2022″. Além disso, em sua visão, é muito precipitado fazermos análises concretas nesse sentido.

Confira a análise na íntegra:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas