Gestão de risco: Como investidores de Vale (VALE3) podem se proteger de risco ambiental? Professor de finanças analisa

Diniz relembrou das tragédias em Mariana e Brumadinho, e disse que foi incorporado no modelo de que a empresa tem esse risco ambiental muito sério
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

As fortes chuvas têm causado tragédias no país, com destaque para Minas Gerais, e por conta disso Vale resolveu paralisar parcialmente a produção dos Sistemas Sudeste e Sul visando garantir a segurança dos seus empregados e comunidades. Em entrevista à BM&C News, o professor de finanças, Giácomo Diniz, comentou sobre possíveis impactos que os investidores de Vale (VALE3) e Usiminas (USIM5) pode esperar e como fazer a gestão de risco.

“Quando você está posicionado em um empresa como a Vale ou em outras empresas que usam dessa metodologia de mineração, e começa o fenômeno como La Niña, nós podemos esperar que esse tipo de situação vai sim impactar nos papéis. Mas a questão é: será que eu comprei os ativos com a margem de segurança suficiente para fazer frente a esses eventos de risco?”, questionou Diniz.

Na sequência, o professor ressaltou que no momento de escolher uma posição, o preço importa: “Se você compra uma ação muito sobreavaliada no bull market, o mercado muda e existe uma necessidade de aumento na taxa de juros, essas ações têm o potencial de despencar”, analisou.

No caso de Vale, Diniz relembrou das tragédias em Mariana e Brumadinho, e disse que foi incorporado no modelo de que a empresa tem esse risco ambiental muito sério.

“Nós estamos em um ambiente de risco, a gente tenta administrar esses riscos da melhor forma possível. Quando esse tive de evento, as tragédias acontecem, tanto física quando no nosso bolso, a gente tem que aprender a lidar com isso da forma mais prudente possível”, disse.

Confira a análise completa:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas