Fed: Jerome Powell discursa sobre política monetária dos EUA

O presidente do Fed ressaltou que alta dos juros não deve ocorrer antes do término do tapering

O presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, discursa nesta quarta-feira (15) após o Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) manter a taxa básica de juros dos Estados Unidos entre 0 e 25%

Powell afirmou que as “compras de bônus terminam em março, antes do esperado anteriormente”. “Tapering mais rápido nos permite ajustar a política para cenários possíveis”, disse. 

Além disso, o presidente do Fed ressaltou que alta dos juros não deve ocorrer antes do término do tapering. “Se quisermos subir juros antes de março, teremos que acelerar o tapering de novo”, afirmou. 

“É melhor fazer ajuste metódico e lento no tapering que encerrá-lo abruptamente”, destacou. Powell disse ainda que espera não subir juros antes do prazo atual do tapering. 

Outro ponto que Powell abordou foi o mercado de trabalho, afirmando que “parece provável que participação mais forte do mercado de trabalho ainda demore”. 

O presidente afirmou que os juros podem subir antes de atingir o máximo de emprego. “Mesmo com fraca participação da força de trabalho, precisamos agir por causa da inflação”, disse. 

“Se salários subirem consistentemente acima da atividade, empresas serão pressionadas”, acrescentou.

Powell também afirmou que, em 2022, há mediana de 3 altas de juros: “Há mediana de 3 altas de juros em 2022, mas pode mudar se PIB enfraquecer”.

Ele também destacou que uma das ameaças ao emprego é a inflação. “Para assegurar forte mercado de trabalho, precisamos assegurar inflação sob controle”, disse.

Por fim, Powell disse que a “inflação está muito alta e tem a ver com forte demanda, não com mercado de trabalho”.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas