Ibovespa fecha em alta pelo terceiro pregão consecutivo

As companhias aéreas e de turismo protagonizaram as altas do Ibovespa nesta segunda
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

O Ibovespa voltou a subir nesta segunda-feira (6), ultrapassou os 107 mil pontos durante o pregão e encerrou em alta. O índice acionário acompanhou a variação positiva das bolsas de valores nos Estados Unidos e na Europa com as perspectivas menos pessimistas envolvendo a variante ômicron do coronavírus.

No mercado interno, os investidores seguem observando o andamento da PEC dos Precatórios em Brasília. Outra questão que ficou no radar foi o Boletim Focus. Esse por sua vez, divulgado hoje (6), se baseou em compilação de previsões de cerca de 100 respondentes na sondagem do BC, a taxa básica de juros fechará 2021 em 9,25%, mesma previsão da semana anterior e ante taxa atual de 7,75% ao ano. A Selic ainda finalizaria 2022 em 11,25%, também mesmo prognóstico da semana anterior.

Em suma, o prognóstico para o IPCA, índice oficial da inflação, de 2021 passou de 10,15% para 10,18%, e o para 2022 foi de 5,00% a 5,02%. A inflação em 12 meses, porém, agora é prevista em 5,36%, de 5,48% na semana anterior –segunda semana consecutiva de queda na estimativa. Mas chama atenção o aumento da perspectiva para o IPCA de 2023 (de 3,42% para 3,50%), distanciando-se ainda mais da meta para esse ano (3,25%).

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, fechou em alta de +1,70%, cotado a 106.858,87 pontos.

dólar comercial fechou em alta de 0,25%, cotado a R$ 5,6925

Nos Estados Unidos, as bolsas também fecharam em altas. O S&P 500 fechou em +1,15% (4.590,81), o Nasdaq registrou +0,93% (15.225,20), enquanto o Dow Jones encerrou em  +1,87% (35.227,03).

Confira destaques desta segunda:
Riscos fiscais da União sobem R$130 bi em 2021 e alcançam R$4,2 tri, diz Tesouro

A exposição da União aos chamados riscos fiscais específicos alcançou 4,2 trilhões de reais em 2021, uma elevação de 130 bilhões na comparação com o ano passado, informou o Tesouro Nacional nesta segunda-feira. Os chamados riscos específicos são aqueles relacionados a eventos com ocorrência irregular e com diferentes origens, normalmente associados a programas governamentais, ao balanço patrimonial do governo e a eventuais novos passivos que ainda dependem de confirmação.

Entre esses riscos, está o estoque de ações judiciais contra a União, de 2,2 trilhões de reais, montante cerca de quatro vezes maior do que o observado em 2014. Uma fatia de 42% desse total, de 938 bilhões de reais, é considerada perda provável. A apresentação desse crescimento no volume dos riscos relacionados a possíveis sentenças judiciais ocorre enquanto o Congresso finaliza o trâmite para estabelecer um teto anual ao pagamento de precatórios –dívidas do governo reconhecidas pela Justiça e sem possibilidade de recurso.

Equipe econômica conseguiu domar principais gastos públicos, repete Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, repetiu nesta segunda-feira, 6, a avaliação de que a equipe econômica atual teria conseguido domar os principais gastos públicos. “Derrubamos e recontrolamos a trajetória de gastos com previdência, juros, salários do funcionalismo e finalmente essa jabuticaba brasileira, que são os precatórios”, afirmou na cerimônia do Prêmio Tesouro Nacional 2021.

Em rápido discurso na abertura do evento, Guedes voltou a citar a redução do rombo primário em 2021. “O País tinha um déficit de 2% do PIB quando nós chegamos, reduzimos para 1% em 2019, fomos a 10,5% do PIB em meio à pandemia, esse ano volta a 1% e ano que vem está previsto em 0,5%”, reafirmou o ministro da Economia.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Últimas notícias

Matérias relacionadas