Destaques da bolsa: Banco Pan dispara 8%, enquanto Hapvida cai 2%

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Ibovespa subiu na maior parte do pregão desta quinta-feira (25) e fechou o dia em alta de 1,24%, cotado a 105.811,25 pontos. Indicadores econômicos, como a prévia da inflação, e a aprovação do Auxílio Brasil em Brasília movimentaram o mercado, em dia de menor liquidez devido ao feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos.

Entre as ações com as maiores altas, estão: Gol (GOLL4: +9,69% – R$ 17,10); Banco Pan (BPAN4: +8,27% – R$ 12,30); e CVC Brasil (CVCB3: +6,87% – R$ 16,81).

Entre as ações com as maiores quedas, estão: Marfrig (MRFG3: -2,86% – R$ 24,45); JBS (JBSS3: -2,45% – R$ 35,37); e NotreDame Intermédica (GNDI3: -2,17% – R$ 68,58).

Confira alguns destaques da bolsa nesta quinta-feira:

Petrobras (PETR4)

A Petrobras prevê investir 68 bilhões de dólares entre 2022 e 2026, um aumento expressivo em relação ao plano de negócios plurianual anterior, à medida que reforça aportes para ampliar a produção de petróleo no pré-sal, segundo fato relevante divulgado nesta quarta-feira.

No plano anterior, anunciado no ano passado, a Petrobras havia projetado 55 bilhões de dólares entre 2021 e 2025, realizando naquela oportunidade uma redução de 27% na estimativa de aportes plurianuais para preservar caixa diante da pandemia de Covid-19.

A pandemia, contudo, impactou os planos de produção de petróleo da Petrobras para 2022, e a empresa revisou a projeção para o ano que vem a 2,1 milhões de barris de óleo por dia em média –considerando uma variação de 4% para mais ou para menos. Os desinvestimentos também afetaram a projeção.

Banco Pan (BPAN4)

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a incorporação da Mosaico, dona do Buscapé, Bondfaro e Zoom, pelo Banco Pan, controlado pelo BTG Pactual. Como resultado da operação, o capital social da Mosaico passará a ser 100% detido pelo Banco Pan. A decisão da SG/Cade está publicada no Diário Oficial da União (DOU).

Com o negócio, as duas empresas pretendem complementar oferta de serviços aos 12,4 milhões de clientes do Pan e aos 22 milhões de usuários mensais das plataformas da Mosaico.

Segundo as companhias, os acionistas da Mosaico se tornarão executivos do Pan, sendo que um deles irá ao conselho de administração.

Hapvida (HAPV3)

As ações da companhia operaram durante a maior parte do pregão em baixa, apesar de alguns momentos de fôlego. Os papéis da Hapvida fecharam em queda de 2,08%, a R$ 12,27.

A empresa informou pela manhã que o Tribunal do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) decidiu impedir a companhia de concluir a aquisição do plano de saúde Plamed, que tem carteira concentrada em Aracajú.

O negócio havia chegado a ser aprovado pelo órgão mais cedo neste ano, com restrições que incluíram a venda de carteiras de beneficiários de planos de saúde médico-hospitalares individual ou familiar e coletivos em Aracajú e compromisso de manutenção por dois anos dos preços dos planos na capital sergipana.

Eletrobras (ELET6)

A Eletrobras, em complemento ao fato relevante de 11 de maio de 2021, informou nesta quarta-feira (24) que efetivou as condições previstas no Acordo de Renegociação de Dívida com a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), decorrente do processo de privatização da CEA.

Segundo a companhia, o acordo gera maior previsibilidade de recebimento pela controlada Eletronorte. A empresa receberá pelo subcrédito-A, R$ 93 milhões em parcela única e mais 23 parcelas mensais de R$ 5,5 milhões, acrescidas de atualização de CDI +2,7% ao ano; e pelo subcrédito-B, R$ 36 milhões, em parcela única e outras 23 parcelas mensais de R$ 2,1 milhões. No caso de pagamento pontual ou antecipação de cada uma das parcelas do subcrédito-A, a CEA ficará desobrigada de quitar a parcela de mesmo número do subcrédito-B.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.