Destaques da Bolsa: Ações da Petrobras e Vale caem após resultado trimestral

Confira os destaques desta sexta-feira (29)

O Ibovespa opera entre perdas e ganhos, nesta sexta-feira (29), em meio a uma bateria de resultados corporativos, incluindo os números de Petrobras e Vale, embora o noticiário político-econômico continue adicionando preocupações. 

 Às 13h30, o Ibovespa caía 1,01%, a 104.636 pontos.

As ações da Petrobras (PETR3;PETR4) registram queda de mais de 4% após a companhia divulgar os resultados do terceiro trimestre. 

A Vale (VALE3), que também informou o seu balanço trimestral, cai 1,93%. Usiminas tem queda de 6% após resultados. CSN (CSNA3) -3,95%, Gerdau (GGBR4) -0,37% e Metalúrgica Gerdau (GOAU4) -0,08%. 

Confira os destaques desta sexta-feira:

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras teve lucro líquido de R$ 31.142 bilhões. Além disso, a dívida bruta da petroleira ficou em US$ 59,6 bilhões, antecipando em 15 meses o atingimento da meta.

No que diz respeito ao Ebitida ajustado do 3T21, ele chegou a R$ 60,7 bilhões, cerca de 2% menor que os R$ 61,9 bilhões registrados no trimestre anterior. Já a receita líquida somou de R$ 121,5 milhões, avanço de 71,9%.

De acordo com o presidente da estatal, Joaquim Silva e Luna, os resultados foram excelentes. “É com muita honra que me dirijo a vocês para compartilhar os resultados alcançados. Atingimos nossa meta de endividamento muito antes do planejado e estamos dividindo parte das riquezas geradas com a sociedade e nossos acionistas através de impostos, dividendos, criação de empregos e investimentos. Ainda almejamos muito mais para a nossa Petrobras e, portanto, seguiremos trabalhando com afinco e racionalidade, investindo responsavelmente nos ativos mais rentáveis para gerar assim cada vez mais prosperidade”, afirmou Luna.

Vale (VALE3)

A Vale registrou lucro líquido de US$ 3,886 bilhões no terceiro trimestre de 2021, aumento de 34% em relação ao mesmo período de 2020. Na comparação ao segundo trimestre deste ano, o lucro mostrou queda de 49%.

A Vale destacou que o resultado, na comparação ao segundo trimestre, refletiu o menor Ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortizações e depreciações) proforma e do impairment dos investimentos do negócio de carvão.

A geração de caixa medida pelo Ebitda ajustado cresceu 14% em um ano, para US$ 6,938 bilhões. Quando comparado ao trimestre imediatamente anterior, porém, o indicador mostrou queda de 37%.

A receita operacional líquida de vendas da mineradora foi de US$ 12,682 bilhões no terceiro trimestre deste ano, 18% maior do que no terceiro trimestre do ano passado. Frente aos três meses anteriores, a receita mostrou baixa de 24%

Principal negócio da Vale, a produção de minério de ferro atingiu 89,421 milhões de toneladas no terceiro trimestre de 2021, alta de 0,8% sobre o mesmo período do ano passado, como mostrou o relatório de produção da companhia divulgado no início da semana. As vendas subiram 3,2% por essa base de comparação, atingindo 67,844 milhões de toneladas no período.

Usiminas (USIM5)

A Usiminas reportou nesta sexta-feira lucro líquido de 1,82 bilhão de reais no terceiro trimestre, um forte avanço em relação aos 198 milhões de reais de mesmo período do ano passado, com forte crescimento de receita.

O resultado operacional medido pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado disparou 249% ano a ano, para 2,89 bilhões de reais.

Em relação ao segundo trimestre, porém, o lucro caiu 43%, em desempenho afetado principalmente pela variação cambial negativa e baixa dos ativos, contra reconhecimento de créditos fiscais e ganhos cambiais líquidos no trimestre anterior.

A Usiminas também divulgou projeções para o volume de vendas de aço no quarto trimestre do ano entre 1,1 milhão e 1,2 milhão de toneladas.

Assaí (ASAI3)

A rede de atacarejo Assaí (ASAI3) registrou lucro líquido de R$ 538 milhões no terceiro trimestre, crescimento de 34% em relação ao mesmo período de 2020. 

O Ebitda (Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado somou R$ 973 milhões, alta de 35,8% ante o mesmo trimestre do ano passado.

Já a receita líquida do Assaí ficou em R$ 10,8 bilhões, avanço de 17,5% em comparação com o mesmo período de 2020.

Suzano (SUZB3)

A Suzano registrou prejuízo de R$ 959 milhões no terceiro trimestre de 2021, revertendo o lucro líquido de R$ 10,037 bilhões registrado no segundo trimestre deste ano. Na comparação com o terceiro trimestre do ano passado, quando o prejuízo chegou a R$ 1,158 bilhão, houve uma queda de 17%.

O movimento de desvalorização do real frente ao dólar no fechamento do trimestre foi o fator determinante para o resultado líquido negativo de R$ 959 milhões.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) ajustado no terceiro trimestre deste ano atingiu R$ 6,310 bilhões, alta de 67% ante o mesmo período do ano passado. Em relação ao segundo trimestre deste ano, houve alta de 6%. Já a receita líquida ficou em R$ 10,762 bilhões entre julho e setembro deste ano, avanço de 44% na comparação com o mesmo período do ano passado e alta de 9% ante o segundo trimestre deste ano.

*Com Reuters e Estadão Conteúdo

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas