Paulo Guedes avalia Esteves Colnago, ex-ministro do Planejamento, para secretaria do Tesouro

O Economista já foi ministro do Planejamento no governo de Michel Temer

Após a debandada no Ministério da Economia na noite de quinta-feira (21), Paulo Guedes está sondando o assessor especial de Relações Institucionais do ministério, Esteves Colnago, para substituir Bruno Funchal na Secretaria Especial do Tesouro e Orçamento.

Segundo informações da Folha de São Paulo, auxiliares do ministro da Economia defendem que o nome seja o indicado e que ele tenha total autonomia para a escolha do novo secretário do Tesouro.

Economista, Esteves Colnago já foi ministro do Planejamento no governo de Michel Temer. Atualmente, faz a articulação do Ministério da Economia com o Congresso Nacional.

Veja mais:

EXONERAÇÃO DE QUATRO SECRETÁRIOS

O Ministério da Economia anunciou na quinta-feira (21) a exoneração de quatro secretários. O secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, a secretária especial adjunta do Tesouro e Orçamento, Gildenora Dantas, e o secretário-adjunto do Tesouro Nacional, Rafael Araujo, saíram do ministério de Paulo Guedes.

A informação veio após os desdobramentos sobre o teto de gastos e as alternativas feitas pelo governo para aumentar o financiamento do programa social, que substituirá o Bolsa Família, o Auxílio Brasil.

“O secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, e o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, pediram exoneração de seus cargos ao ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta quinta-feira (21/10). A decisão de ambos é de ordem pessoal. Funchal e Bittencourt agradecem ao ministro pela oportunidade de terem contribuído para avanços institucionais importantes e para o processo de consolidação fiscal do país”, disse o Ministério, em nota à imprensa, que também explicou os motivos da exoneração de Dantas e Araujo.

“A secretária especial adjunta do Tesouro e Orçamento, Gildenora Dantas, e o secretário-adjunto do Tesouro Nacional, Rafael Araujo, também pediram exoneração de seus cargos, por razões pessoais. Os pedidos foram feitos de modo a permitir que haja um processo de transição e de continuidade de todos os compromissos, tanto da Seto quanto da STN”, completaram.

A debandada no Ministério da Economia já era uma possibilidade desde o começo da semana.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas