Café robusta atinge máxima de quatro anos na ICE, açúcar branco fecha em alta

Os mercados dos Estados Unidos estão fechados devido a um feriado
Café robusta

Os contratos futuros do café robusta na ICE atingiram pico de quatro anos nesta segunda-feira, com aperto de ofertas, enquanto o açúcar branco fechou em alta.

Os mercados dos Estados Unidos estão fechados devido a um feriado.

Café

  • Café robusta para novembro fechou em alta de 1,4% para 2.087 dólares a tonelada, registrando uma máxima de quatro anos de 2.094 dólares.
  • Os operadores disseram que o amplo desconto de preço para o robusta versus o arábica está tentando os torrefadores a comprarem o grão em vez do seu equivalente mais caro.
  • Um restrito ‘lockdown’ do coronavírus no principal produtor de robusta, Vietnã, junto com atrasos de embarques, também está impulsionando os preços.
  • Café arábica para dezembro fechou em queda de 0,7% em 1,93 dólar por libra-peso na sexta-feira, obtendo ganho de 0,4% na semana.
  • Os especuladores aumentaram suas posições compradas líquidas de futuros de café arábica na ICE na semana de 31 de agosto, em 3.176 contratos para 30.644.
  • O Rabobank disse que clima seco e quente no maior produtor de arábica, Brasil, poderia significar atraso crítico no florescimento da safra de café.

Açúcar

  • Açúcar branco para outubro fechou em alta de 0,5% em 487,60 dólares a tonelada.
  • A produção de açúcar refinado de beterraba da Alemanha na nova temporada de 2021/22 está prevista para aumentar de 4,10 milhões de toneladas para cerca de 4,38 milhões de toneladas.
  • Açúcar bruto para outubro fechou em queda de 1,4% na sexta-feira, em 19,62 centavos de dólar por libra-peso, com perda de 2% na semana.
  • Os especuladores reduziram suas posições compradas líquidas de açúcar bruto na ICE em 7.262 contratos, para 191.937.
  • A Marex Spectron disse que o açúcar bruto, que escalou máximas de quatro anos e meio no último mês, está sendo observado encerrando o ano com uma nota relativamente baixista, devido à baixa demanda para o açúcar branco e bruto.
  • No entanto, o corretor vê o quadro de longo prazo como mais otimista, devido à queda na produção do principal produtor, Brasil.
Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas