Ministro da Saúde critica ‘passaporte’ de vacinação: “Não ajuda em nada”

A declaração vem após a prefeitura do Rio de Janeiro anunciar que obrigará o comprovante da vacinação a partir de setembro
51234256351 b8b1282fe5 z 1
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Marcelo Queiroga, ministro da saúde, criticou o “passaporte” de vacinação nesta sexta-feira (27). A medida consiste em pedir para que os clientes apresentem o comprovante da vacina para entrar em estabelecimentos.

“Passaporte não ajuda, não ajuda em nada. Tudo que é imposição, que é lei… o Brasil já tem um regulamento sanitário que é um dos mais avançados do mundo. E essas matérias, elas são matérias administrativas. O certificado de vacinação está lá, qualquer um pode pegar. E você começar a restringir a liberdade das pessoas, exigir um passaporte, carimbo, querer impor por lei uso de máscaras pra tá multando as pessoas, indústria de multa, nós somos contra isso”, afirmou o ministro em coletiva divulgada pela GloboNews.

Leia também:

Para ele, a adoção restringe a liberdade da população. A declaração vem após a prefeitura do Rio de Janeiro anunciar que obrigará o comprovante da vacinação a partir de setembro.

“O povo brasileiro é livre e nós queremos que as pessoas exerçam de acordo com sua consciência. Eu uso máscara porque entendo que é importante, você também, não é porque tem uma lei que se você não usar mascara alguém vai lhe multar”, completou.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas